Search

Content

quinta-feira, 16 de junho de 2011

A busca pela liberdade plena

A cada tempo as artes e a cultura registram ou expressam a evolução do homem, demonstrando que nos tornamos humanos, no sentido de sermos diferentes dos animais, pois, “somos capazes de transformar com criatividade o mundo em que vivemos”.

Minha Belinha

A arte coloca questões ao mundo, joga perguntas para as quais não há uma resposta pré-determinada, considerada certa, única. “Cada ser humano, cada indivíduo, reage aos estímulos da arte de forma particular e especial, de acordo com sua idade, experiência, sensibilidade, cultura e informação”. É um exercício de liberdade. É a linguagem da vida.

A busca pela liberdade plena surge com a prioridade da ideia sobre a técnica da produção. Dizem alguns críticos que Marcel Duchamp foi influente neste processo de liberdade, pois expôs uma roda de bicicleta presa a um banco em 1913 e declarou “a arte é um olhar amoroso sobre a vida”.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário

Arquivo do blog

Total de visualizações de página

Quem sou eu

Minha foto

Feirense, graduada em Administração, e artista plástica  especialista no desenho retrato com uma abordagem realista e sóbria, que utiliza exclusivamente a técnica do pastel, iniciou nas artes ainda na infância tem como foco fundamental a expressão dos rostos, seus temperamentos e a psicologia da expressão, a tradução de um sentimento, de uma emoção fugidia e instantânea. Começou a expor em 1996 após concluir o curso no Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca), é uma das fundadoras do Grupo de Arte contemporânea de Feira de Santana, pesquisadora da arte rupestre com exposição desse tema em 2007, e amante da arte contemporânea, na qual aborda temas polêmicos.
"Só me dirijo às pessoas capazes de me entender, e essas poderão ler-me sem
perigo."Marquês de sade

Seguidores

Redes