Search

Content

sábado, 30 de abril de 2011

UMA IMAGEM VALE MAIS QUE MIL PALAVRAS !

"Diante de todas as brilhantes definições de arte, a que mais me chama atenção é a capacidade de transmitir sentimentos através das imagens. As exposições, em lugares inusitados, nos trazem lembranças marcantes, nos remetem para o futuro e propiciam inesquecíveis momentos”.




É assim que a artista plástica Marluce Moura conceitua a razão da exposição de trabalhos de sua autoria durante a Micareta.



Propiciar sentimentos através das imagens/retrato em grafite possibilitando uma ilusória imortalidade do fotografado é o trabalho dessa artista, que tem se destacado justamente por conseguir, através do grafite, o contato do público com a arte fora dos museus. Artista de Feira de Santana ela agora promove uma amostra do seu trabalho em camarotes, homenageando: autoridades, artistas e a imprensa local.


Marluce Moura começou a experimentar as artes plásticas na infância estimulada pela família e pelo seu próprio prazer de criar.


Porém, para aperfeiçoar o talento nato, participou de cursos de artes plásticas, visitou museus e galerias de artes, realizou exposições e viagens culturais que muito contribuíram para o seu estágio atual. 
Neste carnaval fora de época você terá uma amostra de uma artista plástica que consegue “passear” com habilidade em vários estilos dentre eles: arte contemporânea e desenho realista.


0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário

Arquivo do blog

Total de visualizações de página

Quem sou eu

Minha foto

Feirense, graduada em Administração, e artista plástica  especialista no desenho retrato com uma abordagem realista e sóbria, que utiliza exclusivamente a técnica do pastel, iniciou nas artes ainda na infância tem como foco fundamental a expressão dos rostos, seus temperamentos e a psicologia da expressão, a tradução de um sentimento, de uma emoção fugidia e instantânea. Começou a expor em 1996 após concluir o curso no Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca), é uma das fundadoras do Grupo de Arte contemporânea de Feira de Santana, pesquisadora da arte rupestre com exposição desse tema em 2007, e amante da arte contemporânea, na qual aborda temas polêmicos.
"Só me dirijo às pessoas capazes de me entender, e essas poderão ler-me sem
perigo."Marquês de sade

Seguidores

Redes