Search

Content

sábado, 17 de agosto de 2013

Totalmente afrodisíaco!

E, convenhamos, tem coisa mais charmosa do que um homem que gosta de cozinhar e cozinha bem?




Apesar dos machistas do mundo todo dizerem o contrário, eu acho que cozinha é lugar de homem!
Lugar de mulher já deixou de ser a cozinha faz tempo. Ainda bem! Homens quando resolvem encarar as panelas com certo talento costumam desbancar qualquer uma de nós.
Homens que sabem cozinhar ou se aventuram só pra agradar é tudo de bom,


Quem nunca voltou de um dia corrido na esperança de encontrar um banquete ou mesmo um miojo preparado carinhosamente por ele?

Hum!!!!!!!

Mas a verdade é que poucos se familiarizam com a idéia. Alguns por machismo mesmo, outros por acharem que não vão agradar por não apresentarem dotes culinários. Não sabendo eles que para nós basta um pequeno gesto que traduzido signifique:

- Eu me importo com você!

A verdade é que cozinhar deixou de ser uma função exclusivamente feminina, transitando de uma relação de amor e dedicação absoluta à uma relação estável e esporádica, permitindo assim que os homens experimentem as delícias que a tarefa proporciona e sejam apreciados por seu tempero ou simplesmente admirados por sua intenção.

Mesmo que haja relutância por parte dos mais machistas, desde o churrasco com os amigos ao café da manhã da amante amada, eles estão cada vez mais entregues de corpo e alma ao universo gastronômico. Prova disto é o reconhecimento frequente à classe de chefs de cozinha, a maioria do sexo masculino.

                                       Delicia!!!!!  rsrsrs

Arquivo do blog

Total de visualizações de página

Quem sou eu

Minha foto

Feirense, graduada em Administração, e artista plástica  especialista no desenho retrato com uma abordagem realista e sóbria, que utiliza exclusivamente a técnica do pastel, iniciou nas artes ainda na infância tem como foco fundamental a expressão dos rostos, seus temperamentos e a psicologia da expressão, a tradução de um sentimento, de uma emoção fugidia e instantânea. Começou a expor em 1996 após concluir o curso no Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca), é uma das fundadoras do Grupo de Arte contemporânea de Feira de Santana, pesquisadora da arte rupestre com exposição desse tema em 2007, e amante da arte contemporânea, na qual aborda temas polêmicos.
"Só me dirijo às pessoas capazes de me entender, e essas poderão ler-me sem
perigo."Marquês de sade

Seguidores

Redes