Search

Content

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Para Tu Amor

Para teu amor eu tenho tudo


Desde meu sangue até a essência do meu ser

E para teu amor que é meu tesouro

Tenho minha vida toda inteira a teus pés



E tenho também um coração

Que se mata para dar amor

E que não conhece o fim

Um coração que bate por você



Para teu amor não há despedidas

Para teu amor eu só tenho eternidade

E para teu amor que me ilumina

Tenho uma lua, um arco-íris e um cravo



E tenho também um coração

Que se mata para dar amor

E que não conhece o fim

Um coração que bate por você



Por isso, eu te quero tanto

Que não sei como explicar o que sinto

Eu te quero, porque tua dor é minha dor

E não há dúvidas que te quero

Com a alma e o com o coração

Te venero hoje e sempre

Eu te agradeço, meu amor

Por existir



Para teu amor eu tenho tudo, eu tenho tudo

E o que não tenho também o conseguirei

Para teu amor que é meu tesouro

Tenho minha vida toda inteira a teus pés



E tenho também um coração

Que se mata para dar amor

E que não conhece o fim

Um coração que bate por você



Por isso eu te quero tanto

Que não sei como explicar o que sinto

Eu te quero porque tua dor é minha dor

E não há dúvidas que te quero

Com a alma e com o coração

Te venero hoje e sempre

Agradecimentos eu dou a ti meu amor.






0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário

Arquivo do blog

Total de visualizações de página

Quem sou eu

Minha foto

Feirense, graduada em Administração, e artista plástica  especialista no desenho retrato com uma abordagem realista e sóbria, que utiliza exclusivamente a técnica do pastel, iniciou nas artes ainda na infância tem como foco fundamental a expressão dos rostos, seus temperamentos e a psicologia da expressão, a tradução de um sentimento, de uma emoção fugidia e instantânea. Começou a expor em 1996 após concluir o curso no Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca), é uma das fundadoras do Grupo de Arte contemporânea de Feira de Santana, pesquisadora da arte rupestre com exposição desse tema em 2007, e amante da arte contemporânea, na qual aborda temas polêmicos.
"Só me dirijo às pessoas capazes de me entender, e essas poderão ler-me sem
perigo."Marquês de sade

Seguidores

Redes