Search

Content

quarta-feira, 29 de julho de 2009

-Vanessa da Mata me traduz

__- Gastar a vida. PORRA! deixa eu fazer as contas de quantos dias da minha vida eu ja gastei e não fiz quase nada. Deixa eu ver tenho 31 anos multiplicado por 365=11315, me arrombei.Ja gastei todos esses dias e fiz tão pouco....os creditos que a vida nos dar não são acumulativos, nao usou? Já era.kkk Se os espiritas estiverem certos e existir uma proxima vida e se eu voltar como barata,rato etc.(que disperdicio meu deus)
x dias que usei da minha cota e o meu saldo qual é?>poucos namorados>um casamento>dois filhos>duas faculdades incompletas>poucos amigos que valem a pena>algumas viagens>bons porres>pouco sexo>poucos amores>empregos chatos> plastica nos seios(o resto é natural)e uma media boa de festas... só isso. Não gastei quase nada ,dava pra fazer tudo isso em 5 anos.Gente, se eu que sou doida aproveitei tão pouco imagine as pessoas ditas normais, que fica preso em um escritorio se matando de trabalhar pra juntar dinheiro pra velhice(coitado desses idiotas)quando se der conta vai ser tarde demais).
PORRA,PORRA,PORRA,PORRA,PORRA TO VICIADA NESSA MERDA DE BLOG,VOLTEI PRA ESCREVER MAIS....

1 comentários:

Pablo
at: quarta-feira, julho 29, 2009 disse...

Você esqueceu de contar os anos bisextos, e os meses desde que fez aniversário... ou seja, vc utilizou um bocadinho a mais de tempo do que vc afirmou.

Postar um comentário

Deixe o seu comentário

Arquivo do blog

Total de visualizações de página

Quem sou eu

Minha foto

Feirense, graduada em Administração, e artista plástica  especialista no desenho retrato com uma abordagem realista e sóbria, que utiliza exclusivamente a técnica do pastel, iniciou nas artes ainda na infância tem como foco fundamental a expressão dos rostos, seus temperamentos e a psicologia da expressão, a tradução de um sentimento, de uma emoção fugidia e instantânea. Começou a expor em 1996 após concluir o curso no Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca), é uma das fundadoras do Grupo de Arte contemporânea de Feira de Santana, pesquisadora da arte rupestre com exposição desse tema em 2007, e amante da arte contemporânea, na qual aborda temas polêmicos.
"Só me dirijo às pessoas capazes de me entender, e essas poderão ler-me sem
perigo."Marquês de sade

Seguidores

Redes