Search

Content

sábado, 8 de agosto de 2009

- Super Roger (pai contemporâneo)

Super Roger é assim que eu vejo ele um SUPER HERÓI, que tatua a foto do filho no corpo e vive em função dele. Parabéns amigo por saber cumprir a sua missão direitinha aqui na terra. Com certeza, a situação de um pai solteiro é difícil em si mesma, mas é importante indicar os aspectos mais relevantes que ele deve enfrentar, ao ter de desempenhar a enorme tarefa de ser pai e mãe ao mesmo tempo. Trata-se, sem sombra de dúvida, de uma grande responsabilidade! Em primeiro lugar, um pai solteiro enfrenta a constante preocupação de cumprir sua função eminentemente masculina de prover e proporcionar ao filho uma vida melhor desde uma perspectiva econômica, mas esta função será absolutamente insuficiente, tratando-se de um pai solteiro, motivo pelo qual deverá exercer também uma função mais afetiva, aquela que desempenharia a mãe se estivesse presente, o pai deverá assumir esta responsabilidade com ânimo e muita força de vontade, pois a criação de um filho não é um trabalho fácil de realizar, posto que implica tentar, na medida do possível, satisfazer a necessidade da criança de vincular-se a uma figura materna, de vital importância para o desenvolvimento emocional e afetivo de qualquer menino. Este vazio pode provocar que a criança tenha problemas emocionais, acadêmicos e de comportamento, pela ausência da mãe e, até certo ponto, pela ausência do pai por causa do trabalho; isto evidentemente gera muita angústia no adulto, significa assumir uma responsabilidade enorme que originalmente deveria ter sido compartilhada com o outro progenitor. Por tudo isso me sinto na obrigaçao de relatar o desenpenho brilhante de Rogerio em ser pai e mãe de Murilo.Pai contemporâneo que encara tudo sem medo e da conta do recado. Você é o maximo amigo, essa homenagem é para você. Feliz dias dos Pais antecipado.....

1 comentários:

Anônimo
at: segunda-feira, agosto 10, 2009 disse...

SEMPRE COM CABEÇA DE HOMEM E CORAÇÃO DE MENINO BJJJOSSSS

Postar um comentário

Deixe o seu comentário

Arquivo do blog

Total de visualizações de página

Quem sou eu

Minha foto

Feirense, graduada em Administração, e artista plástica  especialista no desenho retrato com uma abordagem realista e sóbria, que utiliza exclusivamente a técnica do pastel, iniciou nas artes ainda na infância tem como foco fundamental a expressão dos rostos, seus temperamentos e a psicologia da expressão, a tradução de um sentimento, de uma emoção fugidia e instantânea. Começou a expor em 1996 após concluir o curso no Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca), é uma das fundadoras do Grupo de Arte contemporânea de Feira de Santana, pesquisadora da arte rupestre com exposição desse tema em 2007, e amante da arte contemporânea, na qual aborda temas polêmicos.
"Só me dirijo às pessoas capazes de me entender, e essas poderão ler-me sem
perigo."Marquês de sade

Seguidores

Redes