Search

Content

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Menino de 10 anos atira na professora e depois se mata

De todas as modalidades de crimes que tive conhecimento nesse ano de 2011 nada me chocou mais que essa tragédia na escola em São Paulo. Percebe-se claramente que é um grande indicador do que esta por vir, uma criança de 10 anos atirar na professora e depois cometer suicidio não pode ser encarado como um ato normal. PARA TUDO !!! É esse o momento de  fazer um diagnóstico da nossa sociedade atual, chegamos no fim do poço, será que ninguém mais enxerga isso??? Vida de professor se tornou um trabalho de alto risco.
Estamos numa guerra civil e o inimigo pode estar do seu lado, um aluno, um colega de trabalho, um motorista no trânsito, seu pai, o pastor ou o padre da sua comunidade. "Que país é este?? " , já se perguntava Renato Russo a anos atrás.
Entretanto, além desses crimes sem explicações que vem se repetindo, ainda temos que assistir de camarote o domínio das drogas. CARAMBA!!!! Para o mundo que eu quero descer. Vou falar apenas do crack, porque só ele basta, o crack não manda recado ele já diz logo pra que veio e se resume numa só frase: "Matar, Roubar e Destruir".

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário

Arquivo do blog

Total de visualizações de página

Quem sou eu

Minha foto

Feirense, graduada em Administração, e artista plástica  especialista no desenho retrato com uma abordagem realista e sóbria, que utiliza exclusivamente a técnica do pastel, iniciou nas artes ainda na infância tem como foco fundamental a expressão dos rostos, seus temperamentos e a psicologia da expressão, a tradução de um sentimento, de uma emoção fugidia e instantânea. Começou a expor em 1996 após concluir o curso no Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca), é uma das fundadoras do Grupo de Arte contemporânea de Feira de Santana, pesquisadora da arte rupestre com exposição desse tema em 2007, e amante da arte contemporânea, na qual aborda temas polêmicos.
"Só me dirijo às pessoas capazes de me entender, e essas poderão ler-me sem
perigo."Marquês de sade

Seguidores

Redes