Search

Content

domingo, 7 de novembro de 2010

Faxinando a alma

Bom dia!
Minha comunidade blogueira,

Puta merda! Quando a gente chega a uma certa idade começa a perder a paciência com pessoas q não merecem a nossa atenção e passa a ficar mais seletiva. Aff!!! To assim tolerância zero.
Quem ler os meus textos ja deve ter lido sobre se dar o luxo de escolher quem vc quer por perto.(familiares,amigos e incluindo contatos do msn e orkut kkk)
Faxinando a alma ,porque é tão bom se encontrar, se reconhecer. Tão raro momento. Viver as escolhas feitas com mais sabedoria, na maior parte do tempo, é somente isso que precisamos entender.  Não transformar momentos bons e únicos em rotinas de peso, não perder tempo com pessoas que não te fazem bem.

Há tantas coisas boas pra se viver aqui nesse mundo,tantas pessoas boas perdidas por ai pra se conhecer. Há que se viver um momento de cada vez e essa é a parte mais difícil. Não se pode perder a consciência de que ninguém mais no mundo exerce poder sobre você e suas escolhas quanto você mesmo.

A cada segundo há a vida toda.
Assim se faz viver a eternidade do sábio. Parar para olhar e dar mais valor a isso. Ficar em silêncio nas raras oportunidades de fazê-lo. Cabeça erguida e o olhar direcionado para dentro. Não há nada, nem ninguém capaz de cumprir a sua existência além de você. Nada vale mais do que o auto-conhecimento. E o mundo externo pode ser podre se não houver a consciência dos próprios valores, quaisquer que sejam eles, mas se dentro de você as coisas estão bem, então o mundo que se exploda, não é assim?

Há que se existir com sabedoria, ainda que não se tenha a certeza do porque, afinal, nossas vidas estão acontecendo agora, o amanhã faz parte dela sim, mas o hoje fará parte amanhã também!

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário

Arquivo do blog

Total de visualizações de página

Quem sou eu

Minha foto

Feirense, graduada em Administração, e artista plástica  especialista no desenho retrato com uma abordagem realista e sóbria, que utiliza exclusivamente a técnica do pastel, iniciou nas artes ainda na infância tem como foco fundamental a expressão dos rostos, seus temperamentos e a psicologia da expressão, a tradução de um sentimento, de uma emoção fugidia e instantânea. Começou a expor em 1996 após concluir o curso no Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca), é uma das fundadoras do Grupo de Arte contemporânea de Feira de Santana, pesquisadora da arte rupestre com exposição desse tema em 2007, e amante da arte contemporânea, na qual aborda temas polêmicos.
"Só me dirijo às pessoas capazes de me entender, e essas poderão ler-me sem
perigo."Marquês de sade

Seguidores

Redes