Search

Content

terça-feira, 4 de setembro de 2012

O que vc pensa sobre (swing)???????

 Hummm não sei não viu, ver a pessoa q agente ama fazendo amor com outra.... xiiiii
A ideia não é falar sobre ciúme, mas utilizar esse sentimento para abordar uma outra questão: uma questão de ponto de vista.
Você já ouviu falar de gente que faz swing, certo? A prática é conhecida como 'troca de casais'. É de se imaginar que o último motivo de briga entre essas pessoas é o ciúme, não? Quem faz swing não deve dar a menor bola para esse assunto.
Mas se eles não brigam por ciúme, uma causa de discussão tão frequente em qualquer relacionamento... sobre o quê brigam esses casais, então?
Não tenho a menor ideia, mas devem brigar sobre alguma coisa. Sei lá, talvez porque a mulher queimou o arroz, kkkk ou porque o cara esqueceu a toalha molhada em cima da cama. Não importa. O que importa é que tem homem que acha normal ver a mulher transando com outro cara, mas fica louco quando ela queima o arroz.
Tudo isso para dizer o quê? Que tudo na vida é uma questão de ponto de vista. O que eu acho totalmente inaceitável em um relacionamento pode ser a coisa mais normal do mundo para você. E eu posso achar maravilhoso algo que você considera absurdo.
De onde vêm essas diferenças? Da educação, da família, da influência dos amigos... de algum lugar. Arriscando um palpite, eu diria que os relacionamentos mais bem-sucedidos são aqueles em que os casais têm o maior número de pontos de vista em comum. Ninguém precisa pensar igual sobre tudo, porque aí também não teria a menor graça. Discutir um pouquinho é até bom, não? Principalmente quando um dos dois não quer convencer o outro de que é o dono da verdade.
Pois é amigos quem diria que o Marquês de Sade ia ter razão kkkk no seculo passado ele afirmou q o sexo grupal era bom e possivel. E o coitado ainda foi taxado como loucoooo

Arquivo do blog

Total de visualizações de página

Quem sou eu

Minha foto

Feirense, graduada em Administração, e artista plástica  especialista no desenho retrato com uma abordagem realista e sóbria, que utiliza exclusivamente a técnica do pastel, iniciou nas artes ainda na infância tem como foco fundamental a expressão dos rostos, seus temperamentos e a psicologia da expressão, a tradução de um sentimento, de uma emoção fugidia e instantânea. Começou a expor em 1996 após concluir o curso no Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca), é uma das fundadoras do Grupo de Arte contemporânea de Feira de Santana, pesquisadora da arte rupestre com exposição desse tema em 2007, e amante da arte contemporânea, na qual aborda temas polêmicos.
"Só me dirijo às pessoas capazes de me entender, e essas poderão ler-me sem
perigo."Marquês de sade

Seguidores

Redes