Search

Content

quinta-feira, 31 de maio de 2012

-Foda-se

Quando estava na quinta série, fui chamada na secretaria por causa da capa do caderno, tinha criado um desenho pra capa com uma frase assim:
"Não tenho tudo que amo, mas FODA-Se"
 Não fazia idéia da polêmica que ia causar  por usar a palavra foda-se como uma forma de desabafo. Com o passar dos anos ampliei o meu ciclo de amizades e de conhecimento...,passei a interagi com pessoas de todos o níveis sociais que foram me apresentando palavras novas. Confesso, não conheci nenhuma ate hoje que me alivie mais que o FODA-SE rsrs. Certa época, ouvir de uma amiga na faculdade em Aracajú que por mais que ela fosse uma moça educada não dispensava o (vá tomar no cú) rsrs, na hora da raiva é claro, para aliviar o stress. Taí, nunca achei graça nessa frase. Fui amadurecendo ampliando o meu vocabulário, apresenciando historias e uma me chamou atenção. Em uma festa a moça resolveu reclamar do fato do namorado estar fumando e na frente de todos inclusive da familia dela ele manda a mesma e se FUDER !(Porra! Se não gosta de cigarro pq arumou um namorado que fuma? Só pra ficar reclamando com ele?) Ficaram todos perplexos, e ele se tornou meu amigo naquele instante rsrs (Mauricio bjsss para você) Que figura esse cara, hoje ele é um excelente policial civil e advogado. E foi com ele que  descobrir o va se fuder porque sai lá de dentro da alma. Não gosto de palavrões mas as vezes é necessário.

Arquivo do blog

Total de visualizações de página

Quem sou eu

Minha foto

Feirense, graduada em Administração, e artista plástica  especialista no desenho retrato com uma abordagem realista e sóbria, que utiliza exclusivamente a técnica do pastel, iniciou nas artes ainda na infância tem como foco fundamental a expressão dos rostos, seus temperamentos e a psicologia da expressão, a tradução de um sentimento, de uma emoção fugidia e instantânea. Começou a expor em 1996 após concluir o curso no Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca), é uma das fundadoras do Grupo de Arte contemporânea de Feira de Santana, pesquisadora da arte rupestre com exposição desse tema em 2007, e amante da arte contemporânea, na qual aborda temas polêmicos.
"Só me dirijo às pessoas capazes de me entender, e essas poderão ler-me sem
perigo."Marquês de sade

Seguidores

Redes